Fundador de startup é encontrado decapitado em Nova York

Os policiais disseram que o assassino usou uma arma de choque para imobilizar a vítima e depois a esfaqueou

Os policiais disseram que o assassino usou uma arma de choque para imobilizar a vítima e depois a esfaqueou


No começo desta semana, um crime chocou Nova York. O jovem empreendedor Fahim Saleh, com negócios na Nigéria e em Bangladesh, foi encontrado morto em seu apartamento de luxo, no que parecia um crime cometido por um profissional.

As imagens de segurança mostram uma pessoa vestida de preto, com máscara e luvas, seguindo Saleh até seu apartamento. Os policiais disseram que o assassino usou uma arma de choque para imobilizar a vítima e depois a esfaqueou. No dia seguinte, voltou ao local para desmembrar o corpo.

No final da semana, as provas apontaram em outra direção: o assistente pessoal de Saleh. Na sexta-feira, 17, Tyrese Devon Haspil, de 21 anos, foi preso e acusado de ter assassinado o antigo chefe. Colegas afirmaram que o ex-assistente foi demitido após Saleh descobrir que ele havia roubado cerca de 90.000 dólares.

A polícia acredita que o método utilizado no crime foi uma tentativa de desviar atenção das investigações. Apesar disso, o provável assassino cometeu vários erros de principiante, como comprar o taser com seu próprio cartão de crédito e mandar entregar em casa. Além disso, o ex-assistente utilizou um dos cartões da vítima durante a semana para comprar balões de festa para o aniversário da amiga que o estava hospedando.

O assassinato aconteceu na segunda-feira, 13, e foi descoberto pela prima da vítima, que foi visitá-lo na terça-feira após ele não ter respondido mensagens. A polícia acredita que a chegada da testemunha ao local forçou o assassino, que limpava a cena do crime, a fugir pelas escadas do prédio.

Saleh nasceu na Arábia Saudita, filho de pais de Bangladesh, e se mudou para uma cidade no estado de Nova York quando era criança. Em 2009, ele fundou o aplicativo PrankDial, que oferecia um mecanismo para fazer ligações engraçadas para amigos. O negócio chegou a valer 10 milhões de dólares. Depois, ele fundou a Pathao, uma companhia de transporte por motocicleta em Bangladesh. Em 2018, ele deixou o negócio e criou um similar na Nigeria, chamado Gokada

Fonte: exame Fotos: Divulgação

Leia também