Aprenda a identificar a diferença entre cobra e serpente

Para entender as diferenças entre uma cobra e uma serpente, é preciso estar atento


ator: segredosdomundo.r7.com Animais como cobras ou serpentes, geralmente despertam sensações diferentes na maioria das pessoas. Usados praticamente como sinônimos no Brasil, estes termos existem para designar diferenças entre estes tipos de répteis encontrados na natureza.

Nesse sentido, muitas vezes esses animais são confundidos, e a relação estabelecida entre eles se dá pelo fato de que serpentes possuem veneno e as cobras não. Entretanto, nem sempre é assim que essa classificação funciona, acabando por gerar mais confusão.

Para entender as diferenças entre uma cobra e uma serpente, é preciso estar atento ao significado destes termos, uma vez que é possível se referir a outros tipos de espécies, sejam elas venenosas ou não. Confira!
Para entender as diferenças entre uma cobra e uma serpente, é preciso estar atento
Diferenças entre cobras e serpentes

Termos usados para designar estes répteis, eles possuem diferenças que são importantíssimas para a classificação correta de cada um:

Cobras

As cobras são animais pertencentes à família dos colubrídeos (colubridae). A maioria das serpentes fazem parte desta família também, sendo encontradas cerca de 2000 espécies no mundo inteiro.
Para entender as diferenças entre uma cobra e uma serpente, é preciso estar atento


Algumas destas espécies são inofensivas. Dessa forma, elas também não possuem veneno ou dentição adequada para inocular o veneno. Entretanto, espécies venenosas da África e da Ásia, conhecidas como najas, podem levar à morte. Quando se sentem ameaçadas, elas dilatam o pescoço e levantam o corpo; parecendo maiores e causando mais medo em suas presas.

Ademais, as cobras são animais aparentemente tranquilos. Geralmente demonstram agressividade apenas em situações que acabam gerando algum desconforto para os répteis. São também fáceis de manusear e de criar em cativeiro.

Serpentes

As serpentes são animais que pertencem ao grupo dos répteis que não possuem patas a apresentam escamas por todo o corpo e que acabam por ajudar na locomoção destes répteis. Curiosamente, elas também são conhecidas pela habilidade que tem em abrir a boca em ângulos de 180° e de dilatar o estômago.
Aprenda a identificar a diferença entre cobra e serpente
Algumas serpentes produzem veneno. Estas também possuem dentes usados para inocularem essas substâncias em suas presas. Nesse sentido, as serpentes fazem parte de um subgênero do reino animal, com várias outras famílias; como é o caso dos elapídeos (cobras, serpentes de coral, mambas e outros) e dos viperídeos (víboras e crotalus).

Curiosidades

No Brasil, cobra e serpente são termos usados como sinônimos. Não que esteja errado usar o termo cobra, mas o mais indicado mesmo é utilizar o termo serpente, já que todas as cobras são serpentes. Por outro lado, nem todas as serpentes são cobras.

Nesse sentido, algumas serpentes comem todas as suas presas, como é o caso da sucuri; uma das maiores do mundo. Chegando a viver por até trinta anos, este animal é originário da América do Sul, vivendo em países como Brasil, Equador, Bolívia, Colômbia e Argentina.
Aprenda a identificar a diferença entre cobra e serpente
Uma serpente pode ficar meses sem se alimentar; mesmo assim ela não para de crescer durante sua vida. As maiores do mundo são a píton africana e a sucuri. Registros apontam para a existência de espécimes de nove e sete metros de comprimento. Já o menor exemplar de serpente encontrado no mundo tem 10 centímetros de comprimento e se assemelha a um macarrão fino.

Todavia, você sabia que existem cerca de 36 espécies peçonhentas no Brasil e que os encantadores de serpentes utilizam flautas sujas com urina de rato? Isso é o que faz que elas fiquem sempre eretas; movimentando-se de acordo com o som emitido pelo instrumento.

+ Curiosidades sobre a salamandra Axolote
+ Curiosidades sobre o tubarão megalodon



+ Curiosidades sobre a cobra mulçumana
+ Curiosidades sobre as cobras do mundo

Fonte: segredosdomundo.r7.com Fotos: Divulgação

Leia também